17/12/08

O dartacão, agora a cores

Da série embirrações assumidas III

Eu e os meus amigos sabíamos que existiam televisões a cores, mas nunca tínhamos visto nenhuma. Quando alguns dos rapazes que andavam comigo na escola começaram a ter televisões a cores, não foi algo que nos surpreendesse. Nós sabíamos que existiam televisões a cores. No entanto, foi espantoso ver a abelha Maia ou o Dartacão pela primeira vez a cores.
Retirado do blogue do costume.

13 comentários:

manuel disse...

Espera lá...O Peixoto é o da esquerda ou o da direita?

Victor Afonso disse...

Creepy!

Manuel Margarido disse...

Gaita! E eu comprei um livro dele para dar ao meu rapaz de 17 anos agora no Natal (mai'los Nikes). Disseram-me que era bom para adolescentes. Agora percebo que é, apenas, adolescente. Palavra de honra!

Ana Cristina Leonardo disse...

manuel, separados à nascença?
Afonso, creepy é pouco...
Manuel Margarido, comprou um Peixoto????? Mas onde tinha a cabeça, homem?!

F disse...

Será, talvez, bom para adoldementes.
Não conhecia. Nunca tinha ouvido falar, mas depois de ler um pouco do texto "Televisão a preto e branco" achei que podia estar a ser gozada. Coloquei a possibilidade de o senhor talvez ter um sentido de humor que eu não consiga atingir. Quem sabe se esta literatura não faz bem a quem não tenha certas competências desenvolvidas. A noção do que é um lugar comum, por exemplo(?) De qualquer forma acho que ele tem imensa sorte. Quem é o editor!?

fallorca disse...

Se como escritor é o que se sabe, como mostruário de loja de ferragens e afins, nem aos colchetes do outro rapazinho chega.
Se me continuas a atazanar munto ("munto", é à beirão, ok?)dia destes ainda compro uma têvê a preto e branco.

Anónimo disse...

Ana Cristina, no dia em que publicar uma fotografia sua no seu blogue, aí, não teremos dúvidas quanto ao que a move contra a beleza de certas pessoas!!!! Publique-a a cores. Por favor, minha querida. Mas não a retoque (mesmo que o fizesse.....), publique das de circunstância em que tudo se tornará mais... colorido!

Você ama o Peixoto, só pode!!!! Mas, creio, não é retribuída, pois não?

Ana Cristina Leonardo disse...

Anónimo, eu sou, fotograficamente falando, anónima (com ou sem retoques). Quanto ao amor não correspondido por aquele cujo nome evito pronunciar, desengane-se. Como não sou freudiana não vejo em tudo o mesmo ou o sem contrário. É embirração mesmo.

João Lisboa disse...

Pois, pois... mas a minha Lau Lau é candidate e o teu Peixoto não!...

fallorca disse...

Já que estamos nisto... Queremos foto!, Queremos foto!, Queremos foto!

fallorca disse...

«Como não sou freudiana não vejo em tudo o mesmo ou o sem (?) contrário.»
Tenho de marcar consulta no off e tal mologista...

Ana Cristina Leonardo disse...

terá sido lapso? e freudiano? tremo só de pensar nisso

João disse...

Dispenso fotografias da Ana Cristina Leonardo e acho esta conversa para o lado da desgraça, e tu Fallorca, mostra a tua antes de pedires a desta. Já a vi, à Ana, ao vivo e não há mulheres feias. O mesmo não se pode dizer dos escritores.