18/12/08

Um tipo invade um país sob falsas alegações e é reeleito presidente, outro atira-lhe um par de sapatos e arrisca de 2 a 15 anos de cadeia


A cena do par de sapatos contra Bush anda a fazer correr muita tinta. Uma manifestação nos EUA exigia hoje a libertação de Muntazer al Zaidi, mas o franco-atirador iraquiano arrisca-se mesmo a ser condenado. Pela parte que me toca, não sendo eu a Imelda Marcos, considerem que os ditos me pertenciam.

5 comentários:

F disse...

Muntazer al Zaidi fez meus os sapatos dele. Uma multa, uma pena suspensa, um trabalho para a comunidade, vá lá. Agora cadeia... não sei, não sei.

fallorca disse...

«Uma multa, uma pena suspensa, um trabalho para a comunidade», a que pretexto? A qualidade do couro, dos atacadores, o design?
A menina F é muito nova (e ainda bem, lembrar-se-á depois de coisas que já não me poderei lembrar) para ter presente o alto momento televisivo (a preto e branco) em que Nikita Kruchev (acho que é assim que se escreve) deu cabo do verniz da mobília quando descalçou o chanato e bateu com ele na ONU.
F eliz Natal e etc. e tal

Tite disse...

Se fizerem um abaixo-assinado mundial para apelar à sua libertação, contem comigo.

F disse...

Caríssimo(a) senhor(a) fallorca. Deverá certamente estar a referir-se a isto, que não é exactamente o mesmo que isto
E, já agora, muito obrigada pelo "menina". Um feliz Natal também.

fallorca disse...

Menina F era a isso mesmo que me referia. Vi a preto e branco na TV, mas não era a do Peixoto