16/09/08

«I never read a book I must review; it prejudices you so»

Em comunicado, a Porto Editora informa que, dada a fraca qualidade literária da obra de Sherry Jones, renunciou à publicação em Portugal de A Jóia de Medina. Centrado na relação entre Maomé e a sua mulher Aicha (a tal que teria nove aninhos quando casou com o profeta...), o original esteve apalavrado com a Random House, porém o gigante da edição veio dar o dito por não dito, dizem uns, por A Jóia de Medina ser uma xaropada, dizem outros que por mero cagaço. Mas, mesmo atendendo a que a maioria dos romances históricos me dá sono, o facto é este: se o critério da qualidade literária pega... Oh! Oh!

4 comentários:

N. disse...

duvido que pegue, mas seria bonito de se ouvir e ler: "dada a fraca qualidade literária da obra de ... (até se podia fazer uma lista)

até que enfim que se servem bolas de berlim nesta pastelaria!

João Lisboa disse...

GANDAS FÉRIAS, Leopardo!!!

Ana Cristina Leonardo disse...

Obrigada aos visitantes por registarem o meu regresso (de férias, vamos chamar-lhes assim...)

Táxi Pluvioso disse...

Ah sempre publicaram o livro. A war on terror está a dar resultados. Se o critério for qualidade só os livros de autores portugueses seriam publicados.