27/01/14

L'air du temps e depois não digam mal do meu olfacto


9 comentários:

Lia Santos disse...

L'air du Temps, da Nina Ricci, é o cheiro da minha juventude em Coimbra, ao longo de vários anos. Aquele meu tempo era um tempo de causas idealistas. E tantas foram elas, na década de 70, já depois da revolução.
O cheiro da minha juventude não combina, nunca,com esses vermes!

:)

pedro matos disse...

Só não é na sarjeta, porque este esgoto corre a céu aberto.

m.a.g. disse...

Há sempre um cabrão de um imbecil que ainda vai respirando.

m.a.g. disse...

E depois há outros cujo "trabalho do Marquês" ficou inacabado:
http://corta-fitas.blogs.sapo.pt/a-tragedia-5612918

m.a.g. disse...

Errata: o link é este: http://corta-fitas.blogs.sapo.pt/da-tragedia-do-meco-5611439

F.A. disse...

É típico.
Há duas leis, uma já a expliquei no post anterior e foi usada por Henrique Raposo.
A outra é pegar no discurso alheio acrescentar-lhe algo um bocadinho apalermado que destrói por completo a ideia inicial.
Foi usada aqui.
Este assunto é interessantíssimo.
Começou por uma afirmação de grau 1 (que ninguém já recorda) e agora já vai no grau 100 e aumentará porque há sempre alguém que acrescenta um ponto.
Não reparem no fundo da questão.
Há bolseiros que há mais de dez anos estudam os mesmos objectos (Feitiçaria e Modernidade em Moçambique: questionando saberes, direitos e políticas) e ainda não produziram nada.
Não comecem a atirar pedras, vão ler o Blasfémias que os links lá colocados são auto-explicativos.
Sugiro para próximo problema nacional, os subsídios ao cinema.

Diogo C. disse...

O tipo não está a ser irónico?

luis reis disse...

Olha lá ó ranhoso,o que é para ti "produzir"?Só dizes alarvidades.Para um animal como tu, a vida deve ser só comer e cagar!És de certeza um "enorme colaborardor"....ui,ui.
Quanto ao nojo de blogue, que anuncias aqui no tasco, milhoes de vezes, o olfato da dona do tasco....livra.

F.A. disse...

LOL(ada).
Vá lá não me chamou faxista.
Gostei do seu blog.