19/10/10

Ainda há gente honesta neste mundo: concessionária da Mota-Engil devolve ao ministro das finanças 400 milhões de euros

Talvez derivado à* conjugação das muitas directas com a falta de Guronsan, o governo PS tinha enfiado na pen do orçamento 587 milhões de euros para a Ascendi (só o nome é todo um programa).
Mas isso foi antes.
depois, a Ascendi veio dizer que só lhe são devidos 150 milhões.
Eu fiquei comovida. E você, já ascendeu?
*Leitora atenta faz-me notar que derivado à não se diz. Fica então em itálico, não vão os clientes da Pastelaria confundi-la com o Ciberdúvidas.

3 comentários:

Carlos Azevedo disse...

Tendo em conta o estado a que isto chegou, nada nos deveria surprender - mas, justiça lhes seja feita, eles fazem por isso.
Li agora um livrinho, "Como o Estado gasta o nosso dinheiro", de Carlos Moreno, e é incrível como um livro tão básico e sucinto, que aborda apenas uma 1/2 dúzia de casos, é capaz de nos deixar com os cabelos em pé.

trepadeira disse...

Vamos todos "ascendendo".
Um abraço,
mário

JARRA disse...

Afinal o dinheiro era devido, mas via BES!