06/05/09

As frases de Manuel Pinho sairão na farinha Amparo?

Há mistérios na vida e não me refiro à virgindade de Maria. Antes às razões, naturais ou sobrenaturais, que justificam a presença de Manuel Pinho no governo. Num governo. Em qualquer governo. Mas pronto, há que saber aceitar os limites do entendimento humano, como diria Garrett, perdão, David Hume.
Vem isto a propósito do referido ministro ter acabado de acrescentar mais uma máxima à sua já muito considerável colecção de frases memoráveis. Disse ele: "O doutor Paulo Rangel ainda tem de comer muita papa 'Maizena' para chegar aos calcanhares do doutor Basílio Horta".
Deixo de lado os doutores, cujos nomes são igualmente obscuros para mim. Mas COMER MAIZENA?!!! Não seria antes, "comer muito pão", "cerelac", ou quiçá "nestum"?
Posso estar enganada. Mas, pelo menos cá em casa, só usamos a Maizena para bolos ou para fazer molho branco. E, ainda assim, preferimos a "Nacional".

16 comentários:

Anónimo disse...

Vizinha!... Bom dia!

Venho só dizer-lhe que alarguei o negócio: agora também me entrego à manufactura de Papas Maizena para acelerar o crescimento.
Não as quere aí para vender na sua Pastelaria?
Estou certa que até o compadre Alexandre passaria a meditar ainda mais profundissimamente profundo!
Além disso as minhas bolas de berlim têm feito aí tanto sucesso
que resolvi atrever-me a propor-lhe este novo fornecimento matutino.





Manuela Pinha, empresária de distribuição de bolas de berlim nuas em ALLgarve e de manufactura de Papas Maizena para o crescimento desenvolto

Guidinha Pinto disse...

Onde, onde está à venda??? Eu queria tanto comer de novo farinha Amparo! Com ou sem comentários de Pinhos & Co. Assim como quero a minha Feira Popular de volta! :'(((

Táxi Pluvioso disse...

A comida saudável já não faz parte do cardápio luso... se o doutor comesse farinha hoje... engordava (não chegava a calcanhares).

Um filme sobre o belo Lautréamont's way.

E o exemplo do belo, tão belos que até parecem portugueses.

lili disse...

LOl, nunca me desilude.

Já viu a 1º página do Público, está tão bonita.http://tinyurl.com/d554v5

lili disse...

Guidinha, a farinha Amparo ainda se encontta à venda em algumas mercearias de Sintra.

marta morais disse...

hmmm... bom, a minha avó fazia-me farinha maizena para comer, sim... fazia ao lume, com leite, punha açucar e uma casca de limão, mexia com cuidado para não fazer grumos e às vezes punha canela por cima, sabe assim como que a leite creme mais aguado, mas resumindo: "sim, come-se!"
;-)

Ana Cristina Leonardo disse...

marta, diz bem: a sua avó. e aí reside o problema: um homem tão moderno não devia citar coisas antigas!

manuela disse...

as coisas boas (como as papas de maisena) nunca ficam fora de moda! Já os ministros...

Anónimo disse...

Manuel Pinho tem razão quando compara Basílio Horta com Rangel. Nas questões de pastelaria não me meto.
A Ana Cristina andar azeda vá que não vá, mas daí a dar uma mão ao PSD não compreendo.
Mantenha o bom gosto a que nos habituou e lembre-se que o Sócrates não´tem a responsabilidade de tudo o que lhe aconteça.
Chefe Hernâni

Ana Cristina Leonardo disse...

Chefe Hernâni, azeda?! é dos seus óculos.
quanto ao rangel e ao horta, se leu o meu post, terá lido que nenhum deles me é familiar.
já o pinho é uma embirração minha que creio justificadíssima. por tudo e mais alguma coisa, e mais ainda porque um homem que manda abaixo a casa onde morreu o garrett não me merece o menor respeito.
qt. ao sócrates, coitado, não tem responsabilidade nenhuma naquilo que me acontece. era o que mais faltava! apenas simboliza o l'air du temps e, esse sim, está um bocadinho irrespirável.
volte sempre e da próxima dê receitas.

x disse...

Aqui no Norte costuma dizer-se "tens de comer muita farinha de engorda para chegares aos calcanhares de..."

Vá lá. Podia ser pior. Olha se ele dissesse: "precisa de comer muito fermento royale..."

Carlos Azevedo disse...

A minha avó também fazia as papas que a Marta Morais refere, tal e qual. Bons tempos...

Quanto ao Manuel Pinho, não passa de um pato bravo convencido de que é moderno. Não esqueço o ar pateta com que se fez fotografar no Algarve ao lado do campeão olímpico de natação.

cs disse...

os ministro saem-nos é na farinha amparo...rsrsrs

isto nem com Maizena lá vai

Didas disse...

Às vezes saem, às vezes não.

Anónimo disse...

Homem moderno?... o M. Pinho faz-me lembrar aqueles marialvas alfacinhas dos desenhos do Vilhena, a cocar o cú da vizinha e com uma verruga no nariz.

Ana Gomes disse...

Dá para pensar... Voltarei...