30/04/09

De onde se conclui que um inspector é um inspector é um inspector

Aqui há uns tempos a ministra da educação Maria Lurdes Rodrigues levou com ovos, acontecimento que se provou não ter qualquer ligação com o surto de gripe aviária que tantas dores de cabeça deu aos ocasionais engripados e tantos milhões deu à Roche.
Algumas perguntas haviam ficado, porém, sem resposta.
Quem atirara os ovos? Em que estabelecimentos tinham sido adquiridos? Que quantidades? Classe A, classe B ou biológicos? E recibos, houvera?
Estas e outras dúvidas andavam a apoquentar a Inspecção-Geral de Educação que, vai daí, resolveu interpelar directamente os alunos.
Aguardam-se ainda as conclusões do inquérito mas, segundo foi possível inferir das habituais fugas de informação, as Savage Chickens nada tiveram que ver com o assunto.
Entretanto, parece que durante os interrogatórios a frase mais pronunciada terá sido: "se não foste tu foi o teu pai!".

4 comentários:

fallorca disse...

«"se não foste tu foi o teu pai!".» Para estes cabrões a culpa só morre solteira (e birge?) quando lhes toca.
Não há quem lhes dê com um gato morto nas trombas até ele miar?

Dioniso disse...

Apetece também dizer para não desperdiçarem o com certeza muito precioso tempo do senhor inspector.

rui g disse...

«Estas e outras dúvidas andavam a apoquentar a Inspecção-Geral de Educação que, vai daí, resolveu interpelar directamente os alunos.»

Conhecida publicamente a campanha que o Belmiro de Azevedo move, desavergonhadamente, contra este governo, talvez seja melhor colocar algumas reservas à veracidade da notícia do «Público». A ser verdade, entra directamente para o livro das asneiras nacionais.

Ana Cristina Leonardo disse...

rui g, infelizmente a história não é do belmiro (a não ser que o inspector tenha o mesmo nome)