24/03/09

A diferença entre um anúncio muito parvo e um anúncio muito inteligente

Anda por aí grande alarido por causa de um anúncio à Antena 1 em que se faz uma piada aos atrasos provocados pelas manifestações (o anúncio e as indignações aqui).
E o picante que rodeia o caso vê-se ampliado pelo facto de uma das vozes incluídas no spot ser de Eduarda Maio, a autora da biografia de Sócrates, O Menino de Ouro.
Pela parte que me toca, considero as reacções para o exagerado. Adequadas talvez à silly season mas um bocadinho nada precoces para o começo da Primavera. Após ter visionado o pomo da discórdia, concluí o seguinte:
1. O anúncio não é ofensivo, a piada é que é seca.
2. O pior de tudo ainda é a voz da Eduarda Maio, dentro daquele género piroso à Emissora Nacional.
3. Numa altura em que tanto se fala de salvar o Planeta (até o primeiro-ministro nos manda comprar painéis solares…), bem podiam ter arranjado outro tema que não fosse um urbano-dependente motorizado e parado no trânsito.
4. Finalmente, soube por acaso que o anúncio metia ao barulho o publicitário Pedro Bidarra, que, reconheço, é uma das minhas embirrações assumidas. E foi então que se fez Luz: dali só podia sair qualquer coisa armada aos cágados.
Dito isto, sirvo anúncio inteligente onde ninguém stressa com as horas e que, ainda por cima, é a favor dos comboios.

22 comentários:

lili_one disse...

Independentemente, de tudo o resto, o anúncio é ofensivo, e apela ao léxico populista.

Ana Cristina Leonardo disse...

concordarei, se considerarmos que a falta de graça nos ofende a inteligência

lili_one disse...

Sim, faltaria abordar esse assunto: o anúncio ainda podia ter piada, mas nem isso.

No sábado dei comigo a rir sozinha feita parva, com um anúncio de mau gosto feito na Roménia.ttp://www.youtube.com/watch?v=BaDJm944NcA

manuel disse...

Já reparaste nos 49 comentários no post do papa? Confirma o ditado que diz que só há uma coisa que os portugueses gostam de falar mais do que de sexo: religião! E se juntares os dois temas...

Pedro disse...

Eu acho que a palavra que define o anúncio é "parolo". É tão, tão, tão parolo. A vozinha irritante do condutor, a locutora que tem que explicar duas vezes a piada (de mau gosto) ao condutor, o conceito tão gasto da rádio que fala com o ouvinte... É um desastre. Mas por falar em bons anúncios, recomendo o novo do Smart: http://www.youtube.com/watch?v=1whMkMCQlcI

Táxi Pluvioso disse...

Os lusos são silly em todas as estações. Nothing new.

Under the Vulcano...

Ana Cristina Leonardo disse...

lili, o anúncio ainda podia ter piada, mas nem isso.
se o anúncio tivesse piada até podia dizer mal do Papa; a questão do meu ponto de vista é que, precisamente, não tem; e é só isso que o torna ofensivo. Veja-se a diferença (mantidas as distâncias), por exemplo, com o filme "Um, Dois, Três" do Wilder (até um comunista empedernido tem de achar graça aquilo). Defender o contrário é achar que há temas tabu, e que o humor tem de respeitar o politicamente correcto; seria a morte do artista - mas o tal Bidarra não é um artista, é um chico-esperto num país de sisudos e deslumbrados
Manuel, aqueles 49 comentários puseram-me a cabeça em água! Devias ir lá deixar mais um para fazer 50 - seria um record
Pedro, não sabe a alegria que me dá ler o seu comentário; parolo - ora aí está
Táxi, talvez... talvez...

lili_one disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lili disse...

Já li posts com mais de 100 comentários, sobre vários temas.; nomalmente, os posts com o papa ainda têm menos piada.

Mas, 'prontus' ''concedo'', um anúncio que tem como mensagem: filhos-da-puta-destes gajos- sempre-metidos-em-manifestações-nem- me- deixam-ir-trabalhar-a-horas-por-isso.écupaís-nãoandapráfrente, é algo menos que estúpido e muito mais fascitóide.

Ana Cristina Leonardo disse...

lili, a falta de humor é uma coisa fascitóide

João Lisboa disse...

Comboios é sempre muito bom

Por acaso, já pensei em acrescentar um 50º comentário.

fallorca disse...

«(até o primeiro-ministro nos manda comprar painéis solares…)». Se o PM manda, vou ficar sentadinho ao volante do Índio (com o rádio desligado por causa dos trinados da bomba injectora) a aguardar os próximos desenvolvimentos familiares.
Quanto a comboios, que eles sejam lentos, com os apeadeiros possíveis e resfoleguem nas subidas. Nas descidas todos os santos ajudam.
Ando muito triste, sério, tenho de renovar a carta, a de condução :(

Ana Cristina Leonardo disse...

joão, o fallorca foi lá deixar um, mas diz ele que é só para te marcar o lugar

fallorca, vai renovar a carta e compra uma solex (nas descidas todos os santos ajudam)

F disse...

Mas que tipo de manifestações é que a censura está a imaginar? Estou pouco inspirada, mas, e se fosse uma manifestação a favor da invasão de Portugal pela Espanha?
Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.
Boa ou má, onde está a liberdade de expressão?
Desta vez estou com o ministro dos assuntos parlamentares.

lili disse...

Eu não acho piada ao anúncio, não faz o meu tipo de humor. Não lhe encontro inteligência, independentemente de tudo o resto.
Mas, isto sou eu, que que já sou velha e acho que o humor, nesta época de banalidade instalada, está abaixo de cão.
Entretanto, se resisti à década de oitenta, resisto a tudo o resto.

lili disse...

LOl, fallorca gosto do nome desse rádio, e espero que passe música indy(a).

Ana Cristina Leonardo disse...

lili,
Eu não acho piada ao anúncio

Mas o anúncio não tem piada! Precisamente.

F.
Desta vez estou com o ministro dos assuntos parlamentares

Eu evitarei sempre estar com esse senhor, mas é verdade que não me passaria pela cabeça pedir a proibição do anúncio.
claro que isto tem tudo de muito circunstancial. a rapariga da voz pirosa escreveu um livro sobre o sócrates, o anúncio apareceu na altura das manifestações e dos lamentáveis comentários que se seguiram mas, sobretudo, o que eu gostaria de ver esclarecido é porque razão a empresa do pedro bidarra, que já a uestecôste e o ôlalgarve tb. faz a antena 1 (tudo pub institucional, repare-se).
Para resumir: a única coisa que não é circunstancial é que o anúncio é uma pirosada como já disse o pedro aí mais para cima

lili disse...

Creio que tresli o seu segundo comentário.|

lili disse...

Olhe, Ana, mesmo estando a minha preguiça no auge, acabei por fazer um 'postzito' com o assunto.

fallorca disse...

Menina lili, o Índio é o meu veículo, pertence à tribo Cherokee e completa em Maio a bonita idade de 19 anos. Mas por favor, não lhe peça a roda...

fallorca disse...

Uma Solex, uma raspadeira!! do que tu te lembras, miúda. Ahaha...

leal maria disse...

Não se iludam... à sempre quem seja mais papista que o papa! Este anuncio é para mim uma subliminar censura às manifestações e greves; parco instrumento, que conjuntamente com o voto, ainda vai tendo alguma eficácia de pressão aos nossos ineptos políticos! E para mim configura um lamber de botas ao governo! Perspectivam-no poderoso e quase perpetuo no poder! Claro que ésta é apenas e só a minha opinião, apoiado no meu senso comum. Mas tenho quase a certeza de não estar errado!