14/02/09

O fascismo foi uma enorme maçada!

Suponho que terá sido essa razão [parecer-lhe o fascismo português very boring...] que levou o realizador Jorge Queiroga a apimentar a época. Disse ele: o que pretendíamos era abordar o lado mais pessoal da vida de Salazar, de uma forma desempoeirada.
Tão desempoeirada ― acrescento eu ―, como a ideia de transformar o Tribunal da Boa-Hora num hotel de charme, a sede da PIDE em condomínio de luxo ou o Forte de Peniche numa pousada com vista.
Lamento vir contrariar tamanho arejamento de espírito, e logo a um fim-de-semana, mas estou com o Juiz Harry Stone: I try to keep an open mind, but not so open that my brains fall out.

11 comentários:

Maldonado disse...

Realmente essa série foi muito infeliz, pois não transmitiu nenhuma mensagem objectiva acerca da personalidade de Salazar. No fundo branqueou-a...
Mas não vou repetir o que já disse recentemente neste meu post:

http://a-terceira-via.blogspot.com/2009/02/vida-privada-de-salazar.html

Cristina Gomes da Silva disse...

Pois é, Ana Cristina, mas também foi nele que os portugueses votaram aqui há uns tempos. O que me aborrece é que já nada disto nos causa espanto. Branqueie-se, até que se apague a imagem e ressurja um país sem memória. Pobre!
Bom fim-de-semana

Ana Cristina Leonardo disse...

maldonado, ainda vão fazer uma série desempoeirada sobre o cerejeira, vai ver
cristina, eu ainda me espanto, embora pouco, confesso...

Ana Sofia Couto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Sofia Couto disse...

Bom, a série (de que vi partes)até pode ter uma mensagem política: se o Salazar tinha certos apetites, deve ter achado depois que Portugal era um país muito sexy...

manuel disse...

"We have Barack Obama, Stevie Wonder, Bob Hope, and Johnny Cash."

Ao que os portugueses responderam:
"We have José Sócrates, No Wonder, No Hope, and No Cash."

Aurea Medioritas disse...

Não foi maçada nenhuma! Traga-o sempre que quiser que gostamos muito dele !

cs disse...

maçada maçada é aquilo em que esta coisa que chamamos País se transformou...

tamanha coisa entranhada pela mentira e completamente alzheimeriana que dá dó.

jorge c. disse...

Que engraçado! quase que apostava que estive a trabalhar essa imagem no outro dia. É uma coincidência extraordinária! Até a expressão escolhida é igual.

Ana Cristina Leonardo disse...

ana, não é portugal que é sexy é o salazar
manuel, essa é óptima(interrogo-me sempre quem terá sido o primeiro tipo a inventar uma piada...)
Aurea Medioritas, não costumo andar com o salazar atrás de mim mas obrigada na mesma
cs, "alzheimeriana" é muito bom!
jorge c., lá porque o assunto é salazarento não quer dizer que eu me ponha aqui a bufar de onde é que gamo as coisas; apesar disso, assinalei o gamanço no sítio de onde a piquei (e já a vi por mais sítios - será por ser muito boa?)

fallorca disse...

Ah, leoa, é bom ler-te e ler-te comentar os comentários. Na maior.