15/02/08

Toda a nudez será castigada

Esta Vénus de Lucas Cranach (1472–1553) foi proibida no metro de Londres! Informação recolhida no A Origem das Espécies.
(E descubro que há seis anos já se tinha passado algo semelhante, como se pode ler nesta notícia publicada no Guardian: «Six years ago the National Portrait Gallery, then headed by Charles Saumarez Smith, now chief at the Royal Academy, had to create a special, more modest poster for the underground of a 17th century painting by Lely of the beautiful Countess of Oxford with one breast bared. However, the academy doesn't have a Venus under wraps. "We don't have a version B where she's got her clothes on," a spokeswoman said. "We're just hoping they change their minds and accept her.»)
The Times They Are A-changin, mas não parece que seja para melhor.

7 comentários:

João Lisboa disse...

Deve ter sido por motivos de ordem exclusivamente técnica: para não interferir com o tráfego de passageiros do metro. O pessoal parava, ficava ali especado a olhar para as micromamocas da Vénus e, depois, era difícil fazer cumprir os horários. Tens de compreender.

Booktailors - Consultores Editoriais disse...

Acho que é por uma questão social simples, também.
Provavelmente não queriam ser acusados de estar a promover um ideal de corpo feminino.
Vai-se a ver e daqui a mais as raparigas que não se revissem no quadro atira-se-iam para debaixo da linha.

Recordemo-nos que o Metro é um local de alto risco.

Para não falar na terrível coisa que ela destruir o factor surpresa dos exibicionistas pervertidos com as suas tradicionais capas cinzentas e gastas.

manuel disse...

isto sim faria muita gente cair à linha inadvertidamente

Milú disse...

Deve ser porque não é Arte Underground.

João Lisboa disse...

"isto sim faria muita gente cair à linha inadvertidamente"

Podemos, pois, afirmar sem grande margem de erro que, na tua opinião, Manuel, "size matters"?

Ana Cristina Leonardo disse...

Todas as explicações são aceitáveis, mas, não sei porquê, de momento apenas me ocorre aquela célebre frase de H. L. Mencken: «Mostre-me um puritano e eu mostrar-lhe-ei um filho da puta». E como já disse aqui várias vezes, eu nem gosto de escrever asneiras

manuel disse...

Não sei João. Eu sofro de astigmatismo e miopia. Talvez seja por isso...