09/02/08

Não, não dançarás!




Sessão de baile no Grémio Lisbonense, antes da instituição ter sido despejada à cacetada, o seu mérito reconhecido pela Câmara Municipal de Lisboa.

Mas se a casa de Almeida Garrett em Lisboa foi à vida, e a sede da PIDE vai ser um condomínio de luxo, porque raio haveria o pobre Grémio de se manter no Rossio? Para mais, bailes ― é sabido, pelo menos desde que Marlon Brando baixou as calças em O Último Tango em Paris ― são coisas obsoletas, indignas da West Coast, a não ser que devidamente enquadrados, aprovados e divulgados pelo Ministério do Turismo e Propaganda. E viva o progresso!

3 comentários:

manuel disse...

Hoje no hipermercado, entre as nabiças e as caras de bacalhau, dei com um livro chamado "As Madrugadas". Como estava pela módica quantia de 1 euro, comprei. Suponho que quem traduziu aquilo nunca vai chegar a rico...

manuel disse...

"as madrugadas" para ser mais correcto

manuel disse...

pronto pronto. era um elogio indirecto. viva a dança!