03/10/07

IRMÃS DESAVINDAS (NÃO SÃO AS SALGADO)

Em Itália, três religiosas clarissas desataram à estalada entre elas. O grupo, trindade restante e reclusa de um convento em Bisceglie no qual se se incluí a madre superiora, Liliana Martina, locatária há 45 anos de uma confortável cela no edifício, dividiu-se em duas facções e uma deles (a facção maioritária) foi-se à abadessa que, segundo vários testemunhos oculares, teve de ser assistida derivado às agressões. A pancadaria provocou grande surpresa aos habitantes da localidade, facto que só pode ser explicado por ninguém por aquelas bandas ter lido A Religiosa de Diderot. O Vaticano terá agora que decidir o que fazer com as três exaltadas esposas de Cristo. O próprio não emitiu, até ao momento, qualquer declaração.

8 comentários:

NSL disse...

A ponderação e a reflexão sempre foram amigas da perfeição, por isso calculo que os tempos passados na cela lhes tenham permitido obter a iluminação necessária para melhor lidarem com esse brutal desígnio do Senhor.

Por outro lado, pode ser só uma forma de manifestar o livre arbítrio e uma forte atitude e espírito de grupo.

manuel disse...

Qualquer dia fazem um reality show num convento.

ana cristina leonardo disse...

Caro nsl, acho que a explicação mais simples é: poligamia + abstinência acaba sempre por dar molho.
Manuel, segundo informações obtidas junto de uma fonte próxima de Francisco Penim, o director de programas da SIC terá afirmado que a estação só avançaria com um reality show no convento caso o esposo das referidas aceitasse participar. Quando, não se sabe como, a posição de Penim chegou aos ouvidos da TVI, o antigo canal da igreja garantiu de imediato dispensar a presença de Cristo, embora não a do teólogo Joaquim Carreira das Neves para arbitrar as cenas de pancadaria. Um homem justo, disse Júlia Pinheiro vestida de noiva.

NSL disse...

Desde que não façam imposições estranhas ao décor e ao guarda-roupa não haverá problema com o reality show, bem sabemos que iconografia do filho é rica em erotismo sádico e, se a abstinência a causar celeuma, de reality show passamos à fase seguinte, de Prós & Contras.
Aí, desconheço qual seria a posição do Carreira da Neves.

Entretanto, dado ter sido essa a notícia mais interessante do dia (sempre fui uma pessoa positiva), fui ler mais e descobri que a Abadessa passou a levar a reclusão a sério e reusa-se a abandonar o Convento sem «ordens superiores».

ana cristina leonardo disse...

Caro nsl, a ida das esposas de Cristo aos prós & contras é impossível. Fontes bem informadas, e que devo manter no anonimato, garantem-me que Fátima Campos Ferreira foi vetada pelo Vaticano por insistir em vestir roupa de Fátima Lopes. A fonte que, repito, não posso identificar, confidenciou-me que Fátima, a estilista e não a Campos ou a dos Pastorinhos, é muito mal vista pelo actual Papa. Não por ter a mania que é arrojada, mas por Sua Santidade a achar muito pirosa, argumento cuja pertinência é inquestionável. Segundo me adiantou a tal fonte, ele nutre uma admiração especial pelo seu conterrâneo Karl Lagerfeld, o qual, por sua vez, já terá feito saber à Vogue portuguesa que se um dia lhe chegar aos ouvidos que qualquer das Fátimas anda de Chanel na rua lhes porá um processo na justiça por atentado à boa imagem da marca (supõe-se que este comentário deixava de fora a Fátima dos Pastorinhos e, eventualmente, a outra que escreveu «Amar depois de Amar-te» nos intervalos do programa da manhã, título obscuro que clarificarei - talvez - noutro post).

manuel disse...

Cristina, alguém me pediu que visses ISTO

ana cristina leonardo disse...

Manuel, não sei de onde veio a sugestão mas quem a fez tem lugar garantido no inferno

Sapka disse...

As clarissas são religiosas especiais, porque são as mais pobres de todas. O Diderot não é para ali chamado, essa história de freiras é outra. Mas eu dava uma parte das minhas economias, ou mais, para ter o vídeo da cena de pancadaria, mas com a discussaozinha toda que a antecedeu.