23/01/14

Sobre o direito a ser-se um imbecil.

NOVA ESCRAVATURA CIVILIZADA (NEC): UM OUTRO CONCEITO DE LIBERDADE INDIVIDUAL 

6 comentários:

Um Jeito Manso disse...

Há qualquer coisa de muito estranho em tudo isto. Quando as pessoas que não se identificam com a selvajaria dos apoiantes deste governo quase que apenas encontram vozes que se levantem alto e bom som entre as hostes dos ditos próprios partidos, mal vai a sociedade, não é?

A oposição parece que perdeu o norte e a sociedade civil, em geral, parece que anda alienada.

Ana Cristina Leonardo disse...

É a ditadura do "não há outra saída", o verdadeiro estrume de qq ditadura.

Anónimo disse...

o fb sem a Ana Cristina é uma seca!

Beijinhos

Alice

Joana Lopes disse...

Sim, o que é isso de ter desaparecido do Facebook???

F.A. disse...

É a segunda vez que ACL toca neste assunto (ensino obrigatório até ao 12º anos).
Antes de mais lembrar que este 12º ano correspondia ao antigo 1º ano da Universidade.
Ou seja a esquerda inteligentíssima quer que todos os portugueses entrem na Universidade.
Acontece que infelizmente nem todos querem, alguns são mesmo muito renitentes como aquele exemplo da TVI de um senhor aluno que andava no 9º ano mas ainda não sabia ler nem escrever, só fazia desenhos “penso eu de que”.
Há também umas centenas de professores que preferiam que muitos destes lhes desaparecem das aulas onde explicam com intensidade porque é que não querem estar na escola.
Querem ser livres mas estão prisioneiros.
Mas a esquerda inteligente acredita no Paraíso e quer que todos se formatem.
Nunca vão aprender porque nunca vão andar no mundo real.
Aliás já Lady Isabella Augusta Gregory dizia "There's more learning than is taught in books".

Melhores cumprimentos.

Ana Cristina Leonardo disse...

Estou em sabática do FB.

F.A., o ensino obrigatório acaba aos 18 anos, quando um tipo pode decidir legalmente que os estudos não lhe interessam.

Em segundo lugar, já o vi a argumentar melhor.