12/01/14

Novas da sarjeta

"As realidades familiares naturais são compostas por um homem e uma mulher e orientadas para o nascimento e boa educação dos filhos. O bem comum é prejudicado pela existência de famílias não-convencionais", Nuno Lobo, CDS.
 
"Acreditamos que o prolongamento até ao 12º ano do ensino obrigatório é um erro o que se devia recuar para o 9º ano de escolaridade. A par desta medida a conclusão do Ensino Secundário apenas devia ser possível com nota [superior a] 9,5 valores no Exame nacional de Português", moção da Juventude Popular do CDS

3 comentários:

alexandra g. disse...

Velhas da sarjeta:

- foda-se!

hmbf disse...

"realidades familiares naturais"

Uau! Sempre a aprender.

F.A. disse...

Um apontamento sobre o segundo apontamento.
A "esquerda" olha para a realidade e não gostando dela cria a sua própria realidade.
Com as mesmas pessoas.
Há milhares de "jovens" que não querem estudar mais do que o absolutamente obrigatório o qual é saber ler e escrever.
O resto é uma maçada e há mais que fazer.
Mas a "esquerda" acredita no Homem Novo, e quer transformar o bom selvagem.
E assim quer que todos estudem até ao 12º, até ao 16º até ao 20º anos, se possível até todos serem "doutores".
E qualquer ideia diferente é "faxista".
Desculpem qualquer coisinha.
Obrigado.