23/01/14

Não é tanto o que diz, é a espuma raivosa que se lhe forma aos cantos da boca



Em complemento: ler ISTO.



13 comentários:

F.A. disse...

Gostei imenso do argumento da senhora loira quando invocou o Banif e Outros Bancos para justificar que se deve deitar dinheiro para cima dos futuros doutores.
Ora bem, isto é um falso problema.
Os senhores futuros doutores devem contactar a escritora Inês Pedrosa para ela lhes explicar como é que se pode tirar dinheiro de um lado e dar no outro a um amigo.
Esta é aliás a função principal do socialismo.
Como apontamento final, foi mesmo no final que a senhora loira conseguiu falar mal do Governo.
Foi mesmo à justinha.

Ana Cristina Leonardo disse...

Não era sobre a loira, era sobre o moreno.

F.A. disse...

Obrigado mas também tinha percebido que era essa a ideia.
Nem podia aliás ser outra.
Mas achei que o moreno conseguiu um feito extraordinário que foi não ser interrompido com a veemência habitual que a loira coloca nas suas intervenções.
Também era difícil, não disse mentira nenhuma.
Melhores cumprimentos.

Ana Cristina Leonardo disse...

Nem podia aliás ser outra.

Podia. Mas não era.

Mas achei que o moreno conseguiu um feito extraordinário que foi não ser interrompido com a veemência habitual que a loira coloca nas suas intervenções.

Eu não sendo loira também não interromperia o moreno. Pessoas com aquele grau de agressividade podem ser fisicamente perigosas.

F.A. disse...

Muito obrigado.

Muito perigoso mesmo, a palavra pode matar e ele não segue o avisado conselho de Paddy Ashdown " Lord, make my words sweet and reasonable, some day I may have to eat them".

De qualquer maneira como estes debates se assemelham a combates de gladiadores eu (e talvez ele) preferia estar na arena atacado por mil morenas do que por aquela loira.
É a versão feminina do Stallone

Melhores cumprimentos.



Ana Cristina Leonardo disse...

Eu, se fosse loura, que não sou, entenderia isso como um elogio.

F.A. disse...

Parece mas não era.
E por ser morena é que deu uma resposta que me atrapalhou, ela dava-me era uma biqueirada.
Continuo sem saber qual foi a mentira (*) que o moreno disse para as pessoas ficarem tão nervosas.
Lá está ele é moreno eu sou loiro.

(*) Para melhor compreensão consultar Blasfémias de hoje.

joão viegas disse...

Boa citação de Paddy Ashdown pelo F.A.. Os restantes disparates são uma pena, mas não se pode ter tudo...

Boas

F.A. disse...

Peço licença à dona do blog para responder ao Doutor João Viegas.
Digo doutor porque visitando o seu blog não acredito que escreva tanta informação fundamental para a Humanidade sem o ser.
Se não o é, devia ser e portanto este ponto está arrumado.
O outro ponto é que o senhor doutor podia ter usado o seu interessante apontamento para responder à Dúvida.
O que é que o moreno disse de errado?

Estimada ACL, que é a segunda autora que leio no Expresso a seguir ao Quitério (sim é um elogio)se lhe apetecer apagar este comentário "feel free".

joão viegas disse...

Caro FA,

Se v. precisa de explicações para compreender que é uma asneira afirmar que o aumento do nivel de qualificação dos Portugueses não serve para nada, ou que é "inviavel", não posso fazer nada por si...

O resto não percebi. Ou antes, percebi o suficiente para ver que não interessa.

Boas

Ana Cristina Leonardo disse...

Continuo sem saber qual foi a mentira (*) que o moreno disse para as pessoas ficarem tão nervosas.

Faz parte da demagogia misturar uma ou mais verdades no discurso (isso é mais velho do que o Sócrates). De qq modo, como bem diz o título deste post, a mim o que me impressionou sobremaneira foi o cuspo ao canto da boca. Ou seja, ele estava muito nervoso.

F.A. disse...

Muito obrigado pela paciência e pelo espaço que me concedeu.

Não há nenhum homem no Mundo (excepto talvez o Mega Ferreira) que não fique nervoso com aquela loira pela frente.
E por falar em demagogia já conseguiram ver que eu preconizo que "o aumento do nível (corrigido) de qualificação dos Portugueses não serve para nada, ou que é "inviável" como se fosse possível confundir a estrada da Beira com a beira da estrada.

Como dizia um senhor de que não me recorda o nome "não há dinheiro, não há palhaços".
É isto.
Melhores cumprimentos até um próximo post.

luis reis disse...

Palhaços há....ui,ui.
E até é preciso muita "paciência" para o Buda.