28/10/13

O Manuel Maria Carrilho cheira mal da boca.

Era só.

8 comentários:

Anónimo disse...

Já lhe deste algum beijo, dondoca?

josé luís disse...

e, na espiral descendente que tem caracterizado o mediático final do matrimónio guimarães-carrilho, ouço agora que a bárbara é a nossa nigella (!)... prontus, chegados à cozinha, a partir daqui é só partir loiça.

alexandra g. disse...

O Manuel Maria Carrilho saberá gramática, saberá sintaxe, saberá medicina, saberá fazer ceias pra cardeais, saberá tudo menos escrever que é a única coisa que ele faz!

F.A. disse...

Eh! Eh! Eh!
A corporação das damas a unir-se contra o Inimigo.
Ouço dizer que a outra, a filha do político do PS, mandou-lhe uma rosa em directo.
Tão tocante.

pedro matos disse...

A filosofia, afinal, não dá sequer para civilizar um gajo.
E um auto-apregoado filósofo reabilita todas as peixeiras deste mundo.

Assim anda a nossa academia.

Alberto disse...

Mas que conversa bizarra!
Pois a mim parece-me que o Carrilho sabe escrever e bem.Tem feito análises políticas da situação política nacional e europeia de grande nível. Confundir a escrita com o mau cheiro da boca é lamentável. No tocante a telenovela acredito nos dois!
Alberto

alexandra g. disse...

Alberto,

tem toda a razão (http://malomil.blogspot.pt/2013/10/carrilho-o-barbaro_28.html).

e eu vou ali vergastar-me um nadinha, que sou uma fala-barato.

samartaime disse...

Da boca e dos pezes, chiça! E arreia - é do neopositivismo liberalizante, aposto.