14/10/11

Da arte de (se) governar(em)

Gráfico que dá conta das vantagens de se passar pelo arco da governação ou de como um rapaz chamado Ascenso Simões, ainda por cima muito, muito feio, passou de um rendimento anual de cerca de 70 mil euros/ano para pouco mais de 122 mil.
Os exemplos são 15 e incluem o Mexia (680 mil versus cerca de 3 milhões) ou o Pina Moura (22.814 versus 697.338).
Conclusão: quando for grande quero-me casar com um homem de Bloco Central (mesmo que seja muito, muito feio).

Como os Políticos Enriquecem em Portugal, António Sérgio Azenha, Lua de Papel

7 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Vergonhoso o que se passa em Portugal. Oa desgovernantes deviam estar presos.

Carlos Azevedo disse...

... e velho, muito velho, para te veres rapidamente livre dele. :-)

Ana Cristina Leonardo disse...

Carlos, qd era pequenina dizia que me queria casar com um homem muito rico, mas muito velho para ele morrer depressa. Desconfio que estou a ficar sem hipóteses de concretizar o meu sonho de infância
:-)

Carlos Azevedo disse...

Ora essa!

(e é a segunda vez que escrevo isto no teu blogue)

João Lisboa disse...

Que raio, Leopardo!... Ao menos sacavas um velho sultão dos Emiratos...

Anónimo disse...

O Pina bem que podia dar uma ajudinha à Zita … Seabra para o António Peres Metello.
Ela anda tão mal vestidinha … ainda devem ser roupas oferecidas pelo CCCP.

Ana Cristina Leonardo disse...

João, e não achas que tentei?!
-:)

Anónimo, a última vez que vi a Zita ela estava muito bem vestida (dentro do género...)