15/08/11

A Pastelaria entra em modo intermitente… muito intermitente [temos um príncipe à espera]

"O calor é insuportável; não nos deixa pensar e, apesar desta espécie de dolce far niente, à noite é impossível dormir! Estou saturado. Saturado da vegetação rasteira que me rodeia; saturado dos odores nauseabundos e orientais para os quais encontraram aqui a alcunha galante de maré baixa, mas cuja origem, na minha opinião, é apenas matéria fecal; saturado de contar a minha história neste quadro tão pouco romântico que até Sherazade teria renunciado a ele, preferindo ir viver para os jardins de Alá, onde, como se sabe, a lei imposta por Maomé proíbe que se bebam os néctares da Ibéria."
FIQUEM O MELHOR POSSÍVEL

6 comentários:

Joana Lopes disse...

Isso não vale...

Carlos Azevedo disse...

Obrigado e igualmente.
Um abraço.

samartaime disse...

Ai deusas que vou voltar a ela ou à equivalência dela e ainda não me acorrera a ruga ao nariz!

fallorca disse...

Hum... onde entrego as fraldas?
(e o babete para a avózinha, fiufiu...)

Ana Cristina Leonardo disse...

fallorca, agora fizeste-me rir. esse assunto que referes já vai para dois anos. o príncipe é outro...

fallorca disse...

Ops!