15/06/11

Por que vai Sócrates para Paris quando podia ir para Eton em Lisboa?

LER PARA CRER: "Nisto tudo, o que deveras me surpreende é o número de alunos por professor. Em 1997, 11 alunos para cada professor. Hoje, 7. Nem Eton consegue este grau de exclusividade."

5 comentários:

Carlos Azevedo disse...

Gosto mais disto: «Com o putedo que para aí anda, não quero imaginar as "personas" de certos bloggers portugueses.»

João Lisboa disse...

Acredita que é verdade. Então no Inverno, com as gripes e tal, chegam a ser quase aulas "particulares": manda-se vir umas torradinhas, um chazinho "avec un nuage de lait (como recomendava o Asterix), umas compotas de framboesa, ensaiam-se uns madrigais do John Dowland, é tudo muito caseirinho mas requintado. É que nem sonhas.

fallorca disse...

Zzzzz...

A Matéria dos Livros disse...

Como se fazem estas contas? Como se chegam a estas conclusões?
O meu comentário só pode ser: Por que não estou eu nessa escola? Por que obscura razão terei eu 150 alunos, quando todos os meus colegas desconhecidos têm os tais 7?

(Em 13/14 anos, houve desenvolvimentos, como é óbvio, todavia não vejo essa paisagem gloriosa, plena de sucesso; qualidade, onde está, que não se vê?)

Ana Cristina Leonardo disse...

O meu comentário só pode ser: Por que não estou eu nessa escola?

já tentou Eton?
-:)