02/10/10

José Sócrates, o homem que gosta de andar de metro, contou em público a melhor piada do mundo e mantém-se vivo

O prémio para a melhor piada do mundo pertencia até agora aos ingleses. O seu efeito letal, largamente confirmado durante a II Guerra, levara os súbditos de sua majestade, acabado o conflito, a enterrá-la com pompa e circunstância. Acreditava-se que para sempre.
Eis senão quando José Sócrates a desenterra durante a sua última entrevista à RTP. Contudo, por motivos ainda desconhecidos, quando o engenheiro afirmou que as medidas de austeridade são para defender o emprego não se registaram mortes.
Vários analistas são de opinião que os efeitos letais da piada só se farão sentir mais pró Natal.
Outros dizem que a inexistência de vítimas se ficou a dever ao facto de já ninguém dar ouvidos ao primeiro-ministro.
Um terceiro grupo, no qual pontifica Manuel Alegre, e que se encontrava por acaso no interior de um submarino em prospecção de robalos, recusou prestar declarações alegando que o referido habitáculo era à prova de som.
Fontes bem informadas garantiram, porém, que a piada de Sócrates só não foi ouvida debaixo de água porque o Bardo declamava na altura um poema longo e toda a tripulação tinha metido salsa nas orelhas.

12 comentários:

Jaime disse...

noutro país mais civilizado as palavras e as acções de Sócrates já o teriam morto politicamente há muito tempo, mas em Portugal a maioria das pessoas só se interessa pela sua vida pessoal e por futebol e telenovelas

Kássia Kiss disse...

Há um fascículo do Astérix em que eles metem, não algodão (que ainda não existia, pelo menos, no mundo gaulês), mas salsa nas orelhas, para não ouvirem o Bardo. Os Normandos são os únicos que o devem ouvir para... aprenderem o que é o medo!

Ana Cristina Leonardo disse...

Kássia, acho que vou mudar para salsa. Como é que eu não me lembrei disso! Muito obrigada

fallorca disse...

Pé de salsa é (ouvia dizer quando era puto) altamente abortativo; devia temperar a «raspagem», digo eu

Manuel Vilarinho Pires disse...

Este pode ser o "post" mais engraçado do mundo, pelo que acho aconselhável removê-lo antes que provoque vítimas entre os leitores!

Ana Cristina Leonardo disse...

Manuel, :)

Kássia Kiss disse...

Para a autora do blogue, :)

Para o fallorca, fiufiu...

fallorca disse...

Para as damas presentes, «boz do pobo, boz de deus»

Anónimo disse...

eu ando a burilar uma piada com o Paulo Portas, sumarinos e símbolos fálicos.

deve ser um luxo, abafar os fantasmas próprios com os erários públicos. será que ele gostava de ser sodomizado naqueles beliches apertadinhos? ainda por cima dentro do próprio símbolo. já tá.

Manuel Vilarinho Pires disse...

Eu sei uma piada que mete símbolos fálicos e sodomia sem ser homofóbica, mas não lhe acho piada nenhuma. Já a contei uma vez à Ana, mas partilho. Ninguém corre o risco de morrer a rir por causa dela, podem ler à vontade:

O Governo andou a utilizar a "sustentabilidade da Segurança Social" como pretexto para reduzir as pensões de reforma (o que é correcto). Mas agora vai pegar no fundo de pensões da PT, constituído justamente para ter sustentabilidade para pagar as pensões que tem a seu cargo, e vai pagar os submarinos com ele.

Teve graça?

fallorca disse...

Imensaaaa.... Saia um tiro no Porta-aviões

Ana Cristina Leonardo disse...

Anónimo, terá de burilar um pouco mais.