19/08/10

There's probably no god e ainda assim devíamos ter cuidado para não deitar fora o bebé com a água do banho

... porque, afinal, esta maravilha da literatura vem inscrita no Eclesiastes (970/930Ac)
«Lembra-te do teu Criador nos dias da tua juventude, antes que venham os dias da desgraça e cheguem os anos, dos quais dirás: “Nenhum prazer tenho já neles”;
antes que escureçam o sol e a luz, a lua e as estrelas, e voltem as nuvens depois da chuva;
e que os guardas da casa comecem a tremer, e então se curvem os mais fortes;
quando as mulheres deixarem de moer, por já serem poucas, e obscurecerem os olhos dos que olham pela janela;
quando a porta da rua se fechar, e enfraquecer no moinho o som da mó, quando acordares ao cantar do pássaro e emudecerem as canções;
antes que temas a altura e sintas sobressaltos no caminho, e a amendoeira dê flor, e comece a arrastar-se o gafanhoto e a perder o seu sabor a alcaparra, e a encaminhar-se o homem para a sua morada eterna, e a sair à rua aqueles que o vão chorar;
antes que se rompa o fio de prata e se quebre a taça de ouro, antes que na fonte se quebre o cântaro, e se quebre a roldana da cisterna;
antes que o pó volte à terra de onde veio e que o espírito volte a Deus que o concedeu.
Vaidade das vaidades — diz Coheleth — tudo é vaidade.»

7 comentários:

AMCD disse...

Talvez o mais pequeno livro da Bíblia, mas uma das suas mais preciosas pérolas. E essa passagem sobre a velhice é maravilhosa.

Ana Cristina Leonardo disse...

AMCD, e depois ficamos a pensar "que não há nada de novo debaixo do sol"

nd disse...

De novo só o tempo que muda a forma de escrever o que foi escrito per omnia saecula saeculorum, desculpando-me a latinada.

Apesar disso, penso que o Surrealismo em poesia foi buscar parte da sua linguagem a estas maravilhas bíblicas e a outros livros de sagração vária.

AMCD disse...

E o melhor que há na vida é “comer, beber e gozar do fruto do nosso trabalho”. E há melhor do que isto?

João Lisboa disse...

O Eclesiastes é catita.

Mas a sci-fi do Ezequiel, o alucinado ardor legislativo do Levítico, a deliciosa pornografia do episódio de Lot, o Noé perdido de bêbedo a lixar a vida ao filho, a filhadaputice do bom rei David... não são nacos menores de literatura.

E há muitos mais.

O "Livro de Mormon" - a sequela USA da Bíblia -, por outro lado, na categoria dos grandes "fakes", também não é nada de se deitar fora.

fallorca disse...

hashes to hashes

Ana Cristina Leonardo disse...

Nd, traduzinto de forma prosaica: vira o disco e toca o mesmo
AMCD, assim nos deixassem ser sábios
João, a bem dizer está tudo no velho testamento e no shakespeare (o saramago é que não terá percebido...)
Fallorca, essa é que é essa