20/05/10

Vá lá saber-se porquê achei que uma coisa tinha que ver com a outra

ESTA MÚSICA

E ESTE TEXTO
"Uma manhã como tantas outras, a areia apresenta uma textura alveolar desenhada pela chuvada que por ali se infiltrou, o sol pressente-se por detrás da espessura cinzenta no horizonte e, de repente, a surpresa revela-se no nível do oceano; fico ali especada a transitar entre campos de visão e acabo por piscar o olho sobre o indicador para confirmar que a linha de água acerta com o meu dedo; com simpatia.
A soberba invade-me; estávamos nivelados."
Daqui, claro.

4 comentários:

N. disse...

aiai,agora vou ficar práqui o dia todo a desejar que seja noite para chegar a um computador que tenha som…
para já só posso dizer que isso de ligar música a um texto meu é mesmo uma surpresa. das boas, claro.

N. disse...

reparei agora, nem eu acertei com as vírgulas, nem tu. (risota, risota)

Ana Cristina Leonardo disse...

N, nem eu acertei com as vírgulas, nem tu
AH!AH!AH!AH!AH!AH!

fallorca disse...

Mas acertei eu, suas pitosgas, depois vêem, fiufiu...