19/05/10

Em bom portuñol: este homem não é bom da cabeça, convenceram-no que é o messias e ainda nos vai endoidecer a todos


SE QUISER ASSISTIR CLIQUE AQUI, SE NÃO QUISER EU TAMBÉM PERCEBO
[De qualquer modo, deverá notar-se que basicamente a culpa disto tudo é que o mundo mudou na última semana, um pouco mais à frente, nas últimas duas semanas, e um pouco mais à frente ainda nas últimas três semanas...]

11 comentários:

F disse...

e a Judite de Sousa que não o deixava falar....

jaa disse...

Acho que a estratégia passou a ser tornar-se inimputável.

A. L. R. disse...

Também já cheguei a essa comclusão, o homem não bate, só assim se explica a entrevista de ontem. E agora!!!!!!

A. L. R. disse...

Ele é que não a deixava falar a ela, estava-lhe cá com um pó!!!
Eu até já tenho dificuldade em descrever o fulano,é que já não o posso ouvir, faz-me mal à saúde.!!

Transmontana

F disse...

ALR: eu sei. Eu estava a ser irónica. O Sócrates tem algo contra a rapariga.

fallorca disse...

Erro de perspectiva, Leoparda; quem nunca esteve bem da carola foram e são os que lhe aparam e alimentam «a maluqueira».
Ele nunca pretendeu enganar ninguém, justiça lhe seja feita; e mesmo que as circunstâncias o obriguem a uma enraivecida mansidão, apresentou-se sempre como um animal feroz (vide, oportuna capa de revista do pasquim onde escreves)

fallorca disse...

Clikei, mas não apreciei. Erro meu, má fortuna, mas o voyeurismo (e então televisivo, fónix!) não me seduz

Carlos Azevedo disse...

É inenarrável.

Ana Cristina Leonardo disse...

Fallorca, só vi, acho, até à parte em que ele quer saber quanto ganha a judite. Mas deu para perceber que se trata de um desequilibrado que não bate e se quer fazer passar por inimputável. Estou só a fazer o resumo dos comentários. É de facto inenarrável e faz mal à saúde.
E eu que não me posso enervar...

N. disse...

cada vez mais a voz desse homem soa-me a padre, quando o ouço digo sempre isso: parece um padre. Na verdade eu nunca ouço padres, talvez seja só como eu imagino que um padre soa.

fallorca disse...

Oportuna ruindade :P