17/09/09

Acho que terá passado despercebido aos admiradores do grande líder socialista que o mesmo muito admira Sarkozy

Reafirmo que não vejo televisão. Assim sendo, perdi todos os debates partidários que, dizem-me, foram bastante esclarecedores. Também venho perdendo, pela mesma razão, as entrevistas do Gato Fedorento às nossas cabeças pensantes.
Online, vi alguns minutos da conversa entre Ricardo Araújo Pereira e José Sócrates. Apenas alguns minutos porque, e permitam-me que me cite, Sócrates aborrece-me. Tudo nele me aborrece.
Aborrecida, pois, gramei com as primeiras respostas pomposas do candidato bonzinho e depois ouvi-o chamar iconoclasta a Sarkozy.
Para dizer a verdade, não fiquei surpreendida.
Nos dias que correm, ao estilo trauliteiro do presidente francês não faltam adeptos: o género queres porrada? queres porrada? tomado por coragem, a inconveniência tomada por irreverência.
Mas perante a classificação de «iconoclasta» atribuída a Sarkozy pergunto-me se não haverá aqui matéria para desconfiarmos que Sócrates, embora não o confesse, também venera o Alberto da Madeira, deficit democrático aparte.
É que não vejo grandes diferenças. A maior seria a Bruni. Também conta?

7 comentários:

Anónimo disse...

Ana, então nem experimentes ouvir a entrevista com a Maria Flor Pedroso...

João Lisboa disse...

Não vês televisão mas olha que, às vezes, não perdias nada:

http://lishbuna.blogspot.com/2009/09/dr-leopardo-diz-que-nao-ve-televisao.html

Carlos Azevedo disse...

Longe de mim defendê-lo (nem ele precisa, nem eu o faria), e isto nem será bem uma defesa, mas ele saberá o significado de iconoclasta?

F disse...

Ele tem, é, ciúmes por causa da Bruni.
E como é que o Sarkosy é iconoclasta quando, precisamente, para ele a imagem (dele) é tudo!? Aliás, nesse ponto, ele e o Sócrates até são parecidos. Agora... o Sócrates não tem uma Carla e isso se calhar perturba-o.

Ana Cristina Leonardo disse...

Anónimo, don't get me wrong, ouvi o princípio

João, já fui espreitar o teu resumo

Carlos, achará ele que é sinónimo de palhaço?

F, não te ponhas com pormenores que ninguém percebe... (ver o meu comentário ao Carlos)

Anónimo disse...

Se conta...

Táxi Pluvioso disse...

Não, o Sócrates não é fofinho, é demasiado odiado para ser fofinho, nesta altura do campeonato até o Marques Mendes lhe ganhava as eleições. A sra Leite complica um bocado, pois não dá duas para a caixa, e, como todas as damas de ferro, deve ter uma doença degenerativa do cérebro.

Fofinho é o presidente Báráque, o único, o que define a fofura, é o facto de ser amado pelas velhotas europeias, e o Sócrates está muito longe disso.

O seu principal erro é pensar ser possível fazer de Portugal um país moderno. Portugal nunca será um país moderno porque o seu povo é velho, atrasado, isso, rançoso. Falta-lhe espelho para se ver ou Carl Jung para se compreender.

Só o Dr. Salazar compreendeu o povo e deu-lhe alma. A "chão" da sua intelectualidade: fado, futebol e Fátima. E, a sua "estrutura social", com a mais amada instituição dos portugueses, a PIDE, que permitia ao cidadão comum ter poder sobre os outros. Felizmente, as cartas anónimas, sendo um magro substituto, têm sido valorizadas e aceites pela bófia actual.