16/06/09

Isto não é um post sobre futebol embora possa parecer

Eu sei que podia falar do 'Conselho dos Guardiões da Constituição' do Irão, um órgão que me lembra vagamente o Harry Potter. Ou da 'ingenuidade' de Constâncio, um homem que a gente basta olhar para ele para se lembrar do Dom Quixote. Também podia dissertar sobre a diferença ontológica entre 'maioria absoluta ou/e parlamentar do PS' ou sobre as minhas alfaces que foram à vida ontem derivado à chuvada que lhes caiu em cima.
Em vez disso, fico-me por aqui:
É QUE NEM QUE COMA A PARIS HILTON MIL VEZES CHEGA AOS CALCANHARES DO EL PIBE

Roubado daqui para o Zé.

6 comentários:

Anónimo disse...

El PIBE é sempre o miúdo. Talvez seja a diferença de nascer num bairro de Buenos Aires, pobre, pobre, mas onde chegam ecos de Gardel, de Borges, de grandes viagens até Nápoles ou à Patagónia, às tatuagens do CHE, às desavenças com o poder, sejam FIFAs, UEFAs, BUSHes ou minúsculos barrosos e sócrates.
São assim os anti-heróis, frágeis, contraditórios, excessivos, desesperados, felizes, pagando com o corpo e a alma os brancos pós dos anjos em voo ou em queda. Tudo tão diferente do Montijo ou de Santo António, na Madeira. É, no fundo, aquilo que diz o grande e ignorado JOSÉ LARRALDE, na sua PAMPA, amada e sofrida. Crecer desde adentro, pois só assim é que vale a pena ser homem.
josé.

Minderico disse...

Este blog tá mesmo fixolas :-)

Carlos Azevedo disse...

Ou até: sobretudo se comer a Paris Hilton mil vezes! :)

Victor Afonso disse...

Sem dúvida.

Este é um dos grandes momentos do filme do Kusturica.

Anónimo disse...

Desculpem, mas não é melhor que o Maradona se dedique ao futebol (ou outras coisas de que goste)? Há tantos bons cantores de tango, mesmo que não saibam jogar à bola...

Ana Cristina Leonardo disse...

Caro anónimo, isto não era um post sobre futebol; coisa que ficou clara no título. E tb. não era um post sobre cantar o tango. Dito isto, espero que saiba fazer alguma das duas coisas, porque quanto ao resto - e o resto são a inteligência e a capacidade de se comover - o seu comentário deixa-me as maiores dúvidas.