15/05/09

Ainda o Magalhães mas sem música

Alguém reparou que, enquanto a Comissão Europeia multa a Intel, cá no burgo a JP Sá Couto cresceu mais de 3000% com o Magalhães, computador que, por acaso, é uma versão do Classmate da Intel?
O projecto nascera na cabeça de Nicholas Negroponte e chamava-se OLPC. Depois a Intel abarbatou-se com a ideia e pô-la a render com o nome de Classmate PC. Em Portugal, uma empresa chamada JP Sá Couto, por acaso acusada de fraude e fuga ao IVA, juntou-se à Intel e traduziu a ideia para português chamando-lhe Magalhães. Um primeiro-ministro engenheiro juntou o Estado ao negócio e foi ainda mais longe baptizando a ideia [de Negroponte, recorde-se] de "ibero-americana".
No entretanto, a JP Sá Couto subiu as vendas em três mil por cento. E, no entretanto também, a Intel é multada em mais de um milhão de euros (a maior multa alguma vez aplicada pela União Europeia) devido às suas práticas monopolistas.
No meio disto tudo, há uns empreendedores menos ambiciosos do que os irmãos Sá Couto que tentam fazer dinheiro com o Magalhães, surripiando-os às criancinhas e vendendo-os nas Feiras da Ladra. E esta é, obviamente, a parte cómica da coisa. Mas quem é que, em época tão absolutamente desengraçada, ainda consegue achar graça aos Feios, Porcos e Maus?

9 comentários:

Carlos Azevedo disse...

O “Feios, Porcos e Maus”, pelo menos, era um excelente filme. Aqui, às vezes, parecemos personagens de um filme de classe B.

Teresa Queiroz disse...

excelente filme

e ao actual ...ainda

:) :)

x disse...

Tem graça que ainda anteontem tive a ver esse filme no tube, só que não tem a parte que eu queria...

carol disse...

Excelente mesmo. E o novo layout também ;-)

x disse...

Música para o fim de semana:

http://www.youtube.com/watch?v=qU10TZs1ow0

tomas vasques disse...

Vai por aqui uma arrumação, há mudança de móveis todos os dias. Mas a casa está a ficar bonita.

Ana Cristina Leonardo disse...

muito obrigada por gostarem... do filme e da nova maquilhagem. não sou a viterbo mas lá vou dando um jeito aos móveis

fallorca disse...

E quanto aos imóveis?

F disse...

Eu! Mas é triste.