15/06/08

De referendo em referendo, até à vitória final...

«Em caso algum, a UE pode ser travada no seu impulso”, disse o primeiro-ministro belga, Yves Leterme, apesar dos avisos dos que sublinham que a construção europeia não pode realizada à margem da vontade popular. A ideia é que se os restantes Estados-membros ratificarem o Tratado de Lisboa até ao final do ano, o Governo irlandês não terá outra hipótese se não a de repetir a consulta ou, num cenário extremo, aceitar uma participação limitada na UE.
Lido AQUI.
Como diria Brecht: Se os governantes vêem claro e o povo se engana, dissolva-se o povo...

2 comentários:

manuel disse...

Qualquer dia aparece aí um rapaz de bigodinho...

Ana Cristina Leonardo disse...

era o que eu tinha escrito antes... mas depois achei por bem guardá-lo para outra oportunidade, salvo seja