20/05/08

A Leya, a feira e as barracadas do Américo

Hoje visitei todos os pavilhões, se não contar com os que não visitei, foi uma das frases inesquecíveis de Américo de Deus Tomás. Voltaremos a ouvi-la na boca do Conde de Anadia?

2 comentários:

Ademar Santos disse...

Ah! eu teria preferido as barracas do Lido, de A Morte em Veneza, de Visconti. Essas parecem pijamas, por mais que o Conde de Anadia reconheça o padrão (de presidiário). E o nome completo do nosso querido contra-almirante presidente era: Américo de Deus Rodrigues Tomás. Eu nomeio-o sempre por extenso, a bem da nação, para que nenhum fascista ou afim desdiga da superioridade estética dos democratas...

Táxi Pluvioso disse...

A Feira do Livro fica melhor e vende mais com barraquinhas de hot dogs.