06/04/08

Este tem destinatário

15 comentários:

Anónimo disse...

E o destinatário agradece, anonimamente, a distinção.

N. disse...

só queria dizer uma coisa: é raríssimo que eu veja um tubo (tenho uma ligação lenta, de baixo orçamento, e onde a tenho veloz não tenho som; por causa de um técnico de informática malandreco que me tirou o mecanismo - placa - que permite ouvir som)mas este acabei por ver/ouvir (não sei se pela curiosidade de tentar perceber a quem se dirigia - e acho que percebi - se pelo rosto do puto que surge na imagem - é para mim muito apelativo; não vi o filme) e só tenho (depois disto tudo) que voltar ao que quis dizer (antes disto tudo): que coisa fantástica! vi cinco ou seis vezes (o que custa na ligação lenta é passar tudo uma vez, depois fica apto a passar as vezes que eu quiser ver/ouvir)repito: coisa mái especial e linda!

Ana Cristina Leonardo disse...

tem graça. eu também digo (escrevo) imensas vezes "só queria dizer uma coisa" e depois digo 2 ou 3. fico contente por ter gostado. o filme é belíssimo (embora muito violento)

fallorca disse...

Só digo mesmo uma coisa, numa frase com várias: «Fim de Semana Alucinante» foi um dos filmes mais marcantes que vi até hoje, e onde a "violência" não excede em nada o que hoje se tornou, digamos, corriqueiro

fallorca disse...

Tinha de ser... ahahah! Os destinatários não somos todos os frequentadores da pastelaria? Ah, bom...

Ana Cristina Leonardo disse...

fallorca, considere-se destinário, s.f.f.
(aliás, este post coloca um problema interessante: desde logo, e considerando que o destinatário é anónimo, como saber se o anónimo que agradece é o anónimo a quem se dirigia o post?)
quanto à violência, julgo que estamos a falar do mesmo (com ou sem aspas)

fallorca disse...

Com ou sem aspas, aposto que estamos a falar do mesmo :)
É verdade, já há favas das novas, com saladinha e peixe frito

Anónimo disse...

Se o destinatário deste é colectivo, como foi aventado, o 1º anónimo retira-se.
Permanece, contudo, a questão: Como saber se o anónimo que agradece é aquele a quem o post é dedicado?. Soa-me a Kant.
O 1º anónimo continua agradecido

Ana Cristina Leonardo disse...

1ºanónimo, acaba de criar outro problema.
problema anterior: Como saber se o anónimo que agradece é aquele a quem o post é dedicado?
problema actual: Como saber que o agora auto-intitulado 1º anónimo é de facto o anónimo que agradeceu em primeiro lugar e ao qual, resta provar, o post teria sido anonimamente dedicado?
ou seja, haverá aqui gato... de Schrödinger?

N. disse...

"problema actual: Como saber que o agora auto-intitulado 1º anónimo é de facto o anónimo que agradeceu em primeiro lugar e ao qual, resta provar, o post teria sido anonimamente dedicado?"

apostava uma gata em como o agora-intitulado 1º anónimo não é o anónimo que agradeceu em primeiro lugar.

mas, de facto, a única coisa que comprovo é que há mesmo favas das novas com saladinha e peixe frito.

Ana Cristina Leonardo disse...

apostava uma gata em como o agora-intitulado 1º anónimo não é o anónimo que agradeceu em primeiro lugar.
n, não consigo pensar nisso agora. só me vem à cabeça as tais favas das novas com saladinha e peixe frito.

Anónimo disse...

Rásmaparta se não vou passar a anónimo, entretido a reouver o clip e a atirar as espinhas do peixe à malina da gata, déb...

Ana Cristina Leonardo disse...

anónimo da gata: e favas, nada?

N. disse...

ora bem! O último anónimo tem o meu apoio. E vou já avisando que os anónimos que eu apoio ganham sempre.
Escusam de perguntar.
favas das novas, saladinha e peixe frito.

Ana Cristina Leonardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.