19/02/08

Tertúlia literária à mesa do jantar ou «porque lhes dais tanta dor?!»

«(...) «Ema: Hoje estivemos a ler outra vez um texto do José Jorge Letria...
«Maria: Não gostas?
«Ema: Granda seca! É sempre ele ou o Torrado.
«Eu (de costas, a temperar a salada): Quem?
«Ema: O António Torrado. A minha professora ADORA o Torrado...
«Carolina: Já leste o Dentes de Rato? [Agustina Bessa-Luís]
«Ema: Não? É giro?
«Maria: Giro?! Eu fiquei traumatizada com esse livro... Odiei, mas odiei mesmo.
«Ema: É sobre quê?
«Carolina: Já nem me lembro... Só me lembro que tive de o ler quando andava no teu ano.
«Maria: Nunca acontece nada...
«Ema: Tu gostas?
«Eu (com uma colher de sopa na boca): hum... hum...
«Maria: Já leste O Rapaz de Bronze?
«Ema: Não.
«Carolina: Eu também gostava desse.
«Ema: De quem é?
«Eu (armada em culta): Da Sophia de Mello Breyner.
«Ema: Ah! Eu gosto muito da Sophia de Mello Breyner! Gostas da Sophia de Mello Breyner?
«Eu: Gosto. Havia por aí mais livros...
«Ema: Eu sei, já li A Menina do Mar... A Floresta... e A Fada Oriana. Gosto muito das histórias dela. Consegue-se mesmo imaginar o que ela escreve tal e qual.
«Eu: Isso deve ter sido a tua professora que te disse...
«Ema: Pois foi, mas foi a do ano passado... A de agora só lê histórias do José Jorge Letria e do Torrado!
«Maria: Então e tu que livro foste apresentar à biblioteca?
«Ema: Uma Série de Desgraças, o I e o II.
«Eu (enquanto sirvo o arroz): Mas não era o Menino Nicolau?
«Ema: Isso era para ter sido no Natal, não te lembras?
«Eu: Ah, sim...
«Carolina: Era para ter sido porquê? Não foi?
«Ema: Não, a minha professora até se riu com a história que eu escolhi...
«Maria: Que história era?
«Ema: Aquela do Menino Nicolau em que o pai lhe diz para ele ser generoso e simpático e não pedir só prendas para ele, e depois o Nicolau pede um automóvel de pedais para o pai e para a mãe porque assim eles emprestavam-lhe o carro e ele entretinha-se a brincar sem os estar sempre a chatear, e um monte de dinheiro para poder oferecer bolos ao Alceste que é muito guloso, e uma data de berlindes para poder jogar com o Joaquim, que gosta muito de jogar ao berlinde...
«Carolina: Isso tem graça.
«Ema: A minha professora também achou graça mas depois disse-me que como era Natal, era melhor eu escolher uma história menos... menos...
«Eu (engasgando-me com o queijo): Pagã?!!!
«Ema: Pagã?! Não. O que é isso?
«Eu (a beber um copo de água): hum... hum...
«Maria: Pagã: como no Império Romano onde havia vários deuses...
«Ema: Ah, já sei. Era capaz de ser divertido... Lembrei-me! Divertida. A professora disse que a história devia ser menos divertida ou assim...

7 comentários:

Luis Eme disse...

adorei a tertúlia, com sabores vários...

N. disse...

partilha. Uma delícia, o registo da conversa das quatro meninas.

susana disse...

hehehe. claro, o natal é uma época tão triste. ofereça à professora o «como um romance», do daniel pennac.

a saga «uma série de desgraças» foi lida com grande entusiasmo pelo meu filho mais velho, há uns anos. depois vimos o filme - viram? é muito bem feito. a árvore fez as delícias dos 6 anos dele, em leituras e re-leituras diárias, andou fascinado. o mais pequeno, com 8, finalmente começou a ler e anda viciado. mas o gosto fixou-se no capitão cueca.

susana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
susana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
susana disse...

não sei porquê, saiu (muito) repetido...

menina-alice disse...

Delicioso lanchinho. Tenho tanto medo de a professora partilhar as coisas de que gosta e de ele não me contar para eu poder exercer o insidioso poder da desmontagem...