10/01/08

4 postites de uma vez e em forma de telegrama (não sei se «postites» vem no Acordo Ortográfico mas deve vir)

1. INVOCANDO O NOME DE DEUS EM VÃO
José Sócrates recusa referendo ao Tratado de Lisboa por uma questão de ética da responsabilidade.
Lido aqui.
Paulo Pedroso explicou que foi por “um imperativo ético” que decidiu apresentar uma acção cível contra o Estado português
Foi ensaiado ou é a ética que está na moda?
2. THAT'S ENTERTAINMENT!
Representatives of Madeleine McCann's family have spoken to an entertainment and media company about turning the story of her disappearance into a film. Clarence Mitchell, the spokesman for Gerry and Kate McCann, said the meeting with IMG before Christmas was positive, but that no deal had yet been signed. Lido
aqui.
Foda-se! (ultimamente ando a dizer muitas asneiras como se poderá confirmar de novo no post seguinte; peço desculpa)
3. DECIDAM-SE PORRA!
A Agência Europeia de Medicamentos (EMEA) e o conjunto das agências nacionais da União Europeia alertaram para o “risco de ideias suicidas ou tentativas de suicídio” surgidos durante tratamentos com o medicamento Champix prescrito para deixar de fumar.
4. PERGUNTA DE 20 VALORES
Para que ninguém fique com a sensação que o Governo é mesquinho e quer ficar com o dinheiro seja de quem for, na primeira oportunidade pagará o aumento de Dezembro aos reformados (...), assegurou José Sócrates ontem na Assembleia da República.
A minha pergunta singela é:
Quando será a primeira oportunidade?
A pergunta de 20 valores, com intróito, é:
Não sei se ficou claro para todos: são 68 cêntimos por mês que o governo vai pagar aos reformados para não lhes entregar, em Janeiro, o aumento a que têm direito relativo a Dezembro. O secretário de Estado explicou na SIC essa sua tendência para a generosidade: «Não seria aceitável que os pensionistas recebessem um valor de pensão qualquer em Janeiro e no mês seguinte o valor do seu recibo de pensão era menor, diminuía.» Não seria nada aceitável. Está na cara. E quanto a juros, qual é o banco em que o governo tem conta? Lida aqui.

3 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Venha o filme. Temos Soraia Chaves para o papel de Maddie. Para representar os bófias portugueses há o Steve Ferrell ou o Adam Sandler.

Quando o Estado não tem dinheiro para pagar retroactivos, depois de tanto sucesso, tanta fuga ao imposto caçada, tanta multa passada, então a retoma é uma miragem (e desta vez não há ponte para a outra margem).

Muita democracia. Muita lei. Muita tolerância. Mas ainda não vi ninguém defender os direitos dos fumadores passivos. Que tinham a sua dose diária de nicotina de borla e agora têm de comprar um macito para matar o vício.

menina-alice disse...

Não sei se lapso freudiano, mas quando lia "as campanhas contra o tabagismo deveriam também advertir para o risco elevado de pensamentos (...)" parei com a imaginação imediatamente imersa num qualquer cenário pré-distópico em que a raça dos pensadores-fumadores era perseguida e sumariamente punida sem lei nem grei. :D Eu tomei Champix durante dois meses e, se me tivesse apetecido suicidar, era por saudades dos cigarros. Mas nem foi o caso.

manuel disse...

Olha uma cena muito boa

Para fazer o donwload é só escolher a opção "free".