22/10/07

Quando o Telefone Toca

Em entrevista ao semanário Sol, o Procurador-Geral da República veio dizer que, em Portugal, as escutas telefónicas «são feitas exageradamente». E acrescentou: «eu próprio não sei se tenho o telefone vigiado».
Solidária com as preocupações orwellianas de Pinto Monteiro, a Pastelaria propõe a criação de um movimento contra a discriminação das escutas: «Get Smart - Queremos Todos Ser Escutados» (nome de código: GSQTSE). Além do mais, é um direito que nos assiste.

3 comentários:

menina-alice disse...

:D Se acontecer a todos, deixa de ser importante ou útil.

Anónimo disse...

Devia ser giro ouvir aquilo que dizes. Se a escrever é o que se lê...

ana cristina leonardo disse...

Caro anónimo, lá por isso... é só ligar para o smart's shoe phone. Atenderemos mal nos seja possível.