30/08/07

TERRORISMO E ÁGUA BENTA

Um grupo de peregrinos do santuário francês de Lourdes (França), que regressava a Itália num voo fretado pelo Vaticano carregando consigo garrafinhas de água benzida, viu a mercadoria milagrosa ser apreendida pelos funcionários do aeroporto, à luz das leis antiterroristas que proibe aos passageiros o transporte de líquidos. Perante o insulto à Nossa Senhora, os crentes preferiram ingerir o conteúdo das garrafas a desperdiçar a bebida.

1 comentário:

manuel disse...

Em Fátima já deve haver barraquinhas a vender garrafinhas de água benta, com sabores e tudo.