21/06/07

Vozes desafinadas

Volte a ler-se a história do anterior «Pensamento Reconfortante Antes de Ir para a Cama»:
Um passarinho caiu do ninho num dia de muito frio. Pia desesperadamente até que passa um menino que o agarra e o coloca num monte de estrume ainda quente. O passarinho, quentinho, desata a cantar em louvor do seu salvador. É então que passa uma raposa que, ao ouvi-lo, pula de contentamento e o devora.
Moral da história
Primeiro: nem sempre aquele que te põe na merda te quer mal
Segundo: nem sempre aquele que te tira da merda te quer bem
Terceiro: porquê cantar quando se está na merda?
Agora, tenha-se em mente Israel, o Hamas e a Fatah. Pergunta: haverá motivos para cantar?

4 comentários:

vermelhinha disse...

Depende. Se a merda tem o mesmo efeito que teve com o passarinho, talvez.

lecha disse...

O que dirá a bíblia do humor muçulmano sobre a merda?

ana cristina leonardo disse...

Não conheço a bíblia do humor muçulmano, mas se nos lembrarmos de Rushdie ou do caso dos cartoons do profeta, não sei se terá muita graça

Anónimo disse...

"Quem canta seus males espanta!" - o passarinho também acreditou...

João Moreira